De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) do Brasil tem 16 milhões de pessoas vivendo na extrema pobreza, sendo que 50% deles estão na região Nordeste.

Para discutir propostas que ajudem a mudar esse quadro, as universidades UFBA, UNEB, UEFS, UFRB e UNIVASF, e o Instituto Nacional do Semiárido (INSA), realizam entre os dias 23 e 27 de abril o I Simpósio Nacional Repensando os Sertões Semiáridos do Brasil.

A programação do evento conta com atividades em Salvador, Feira de Santana, Cruz das Almas, Juazeiro e Petrolina.

O simpósio, que traz o lema Sertões semiáridos sem miséria, é voltado para pesquisadores, extensionistas, professores, estudantes, profissionais e público interessado no tema.

As inscrições estão abertas até o dia 15 de abril e podem ser feitas gratuitamente no endereço eletrônico www.repensandosemiarido.ufba.br. Estão sendo disponibilizadas 600 vagas.

Os interessados também podem submeter trabalhos para sessões de comunicação oral ou apresentações de pôsteres.

O pró-reitor de Planejamento (Proplan) da UNEB, Luiz Paulo Neiva,  destaca que o objetivo do simpósio é refletir sobre ações de intervenção do poder público no semiárido brasileiro para o combate à seca.

Confira convite.

, , ,


comentários:  0 938 visualizações
(No Ratings Yet)


Deixe seu comentário